Chegando lá.

Este blog tem o objetivo de aproximar-me mais de você amigo blogueiro e através do mesmo compartilhar idéias, artigos interessantes, fotos, poemas e pensamentos. Desde já agradeço pelo teu prestígio, companhia e comentários. Sejam Bem Vindos!



segunda-feira, 10 de abril de 2017

CORAL ECLÉSIA, UMA JOIA DA PIB DO RIO DE JANEIRO

Está se tornando um hábito. Um bom hábito eu diria. Aproveitar esse espaço para contar histórias. São belas histórias de nossos corais evangélicos que apesar das dificuldades estão firmes no propósito de servir ao Senhor, com lindos louvores e grandes músicas sacras.

Tenho o prazer de apresentar hoje, a trajetória de um dos mais antigos corais do Brasil, o centenário CORAL ECLÉSIA, principal grupo vocal da Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro.

O Coral Eclésia da PIB carioca é um côro misto com a responsabilidade de levar a mensagem da Palavra de Deus cantada e promover cultura divulgando a música erudita sacra entre os seus coristas e aqueles que o assistem. O trabalho é conduzido há 50 anos completos neste ano, pela maestrina Profª Ana Campello Egger (87 anos). Juntamente com ela estão aqueles que a auxiliam como as musicistas Regina Lacerda (organista) e Betina (pianista). "Com a graça de Deus conseguimos cantar o que cantamos sem que haja nesse côro cantores profissionais.O que há é a dedicação redobrada de todos os envolvidos nessa obra." diz a maestrina.

O coro misto principal da Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro (RJ), organizado em 1915, foi reorganizado, em 1967, sob o nome de Coral Eclésia, por Anna Campello Egger (ver: "Nassáu - Dicionário de Música Evangélica", p.59). Na PIB do Rio de Janeiro há tradição musical de alto nível artístico. Nos cultos dominicais, o Coral Eclésia tem executado trechos de obras de música religiosa erudita, além de apresentações e concertos especiais na prestigiosa Sala "Cecília Meireles".

Sob a condução da maestrina Anna Campello Egger, o coral apresenta em seu repertório composições históricas, tais como o ”Messias” e “Judas Macabeus”, de Handel; “Réquiem”, de Mozart; “Stabat Mater”, de Dvorák, “Hear My Prayer”, de Mendelssohn; “Te Deum” de Bruckner; “Elias”, “Lobgesang”, as “Cantatas Nº4 e Nº78”, além da primeira parte do “Oratório de Natal”, de Bach, peças traduzidas para o português pela professora Joan Sutton, em sua maioria.

O Coral Eclésia nasceu em 6 de maio de 1915, com a intenção de conduzir a PIB do Rio de Janeiro em seus períodos de cânticos dominicais. Passaram pelo grupo regentes que marcaram suas gerações, entre eles: Daniel e Anna Cordes (1915-1922), Egydio Gióia (1922-1930), Arthur Lakschevitz (1930 – 1944), Regifredo Sarno (1944-1948), Guilherme Loureiro (1949-1950), Levindo Alcântara(1952-1956), Heitor Argolo(1956), Natanael Mesquita (1956-1962) e Marília Soren (1962-1966). A maestrina Anna Campêllo assumiu a regência em março de 1967, tendo já naquela época grandes experiencias com corais em São Paulo.

Ao órgão, teve acompanhadores de expressão nacional e internacional como Frederico Egger, Edson Elias, Nicéa Soren, Betty Antunes de Oliveira, Leuzi Figueira, Ilem Vargas, Samuel Kardoz, Jayme Soren, Marília Soren, Domitila Ballesteros. Atualmente conta com o apoio dos pianistas Isabel Cristina de Andrade Lima e Antonio Henrique de Souza ao lado da organista Regina Lacerda.

O Coral Eclésia destaca-se historicamente por ser um dos primeiros grupos a se apresentar nas rádios do Rio de Janeiro, a partir da década de 30. Nos anos 60, teve participações em programas de TV. Hoje segue sua carreira participando de eventos denominacionais, apresentações em salas de concerto, tais como a Cecília Meirelles, Teatro Municipal e Salão Leopoldo Miguez. Também já atuou acompanhado pelas Bandas da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro, além de participações em conjunto com a OPIB (Orquestra da Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro), sob a regência do Maestro Maurílio Costa.

O Coral Eclésia teve seu primeiro CD gravado em 1997, em homenagem ao 30º aniversário de regência da Profª. Anna Campello à frente do grupo. O segundo, veio em março de 2002. Em 2005 gravou seu terceiro CD comemorativo. O quarto CD foi uma homenagem pelos 40 anos da Profª. Anna Campello Egger à frente do Coral grupo e o quinto CD foi gravado “Ao Vivo”, no santuário da Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro em março de 2012, só com hinos do Cantor Cristão.

O Coral Eclésia tem por vocação a apresentação de composições clássicas e sacras, atuando prioritariamente em ambientes sacros, no enlevo espiritual dos presentes aos cultos e eventos cristãos.

Fontes: Site da Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro: www.pibrj.org.br e o blog: musicadeprimeira.wordpress.com/…/coral-eclesia-comemora-10…/


     Templo da Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro, inaugurado em 1º de janeiro de 1928


                                          Templo da PIB do Rio de Janeiro (RJ)


                            Coral Eclésia da PIB do Rio de Janeiro em dezembro de 1976


                       Capa de um dos cinco CDs gravados pelo Coral Eclésia


             Coral Eclésia se apresentando em um dos cultos da PIB do Rio de Janeiro


                   Coral Eclésia se apresentando por ocasião do aniversário de 100 anos, 
           no Salão Leopoldo Miguez, da Escola de Música da UFRJ, em 30 de maio de 2015.


                                              Nave do Templo da PIB do Rio de Janeiro



Coral Eclésia cantando a música "OH, NÃO TEMAIS" (Trecho do Oratório Elias, de F. Mendelssohn)

Nenhum comentário:

Postar um comentário