Chegando lá.

Este blog tem o objetivo de aproximar-me mais de você amigo blogueiro e através do mesmo compartilhar idéias, artigos interessantes, fotos, poemas e pensamentos. Desde já agradeço pelo teu prestígio, companhia e comentários. Sejam Bem Vindos!



sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Missionário BERNHARD JONHSON JÚNIOR

Missionário norte-americano, evangelista, pastor, presidente de Assembléias de Deus em Minas Gerais, pregador de Cruzadas Evangelísticas e fundador da EETAD

Bernhard Johnson Jr. nasceu em Alameda, Califórnia – Estados Unidos da América, em 20 de junho de 1931. Filho de pais escandinavos, o missionário de origem sueca Bernhard Johnson e a norueguesa Antonette Olívia Johnson. Em 1940, quando Bernhard Jr. Tinha apenas nove anos de idade, a família Johnson veio para o Brasil e iniciou um trabalho pioneiro no sul de Minas Gerais. Exatamente 50 anos depois, um outro Johnson, o Terry, retornaria ao Brasil como terceiro missionário da família.

Depois de uma visão divina, quando cursava o quarto ano da faculdade de Engenharia no Instituto Canon em Lavras – MG, a chamada ministerial que tivera pela primeira vez aos nove anos de idade foi reavivada. Imediatamente abandonou todos os seus planos de carreira secular no Brasil e ingressou no Central Bible College, em Springfield – EUA. Lá, ele conheceu, em 1951, Dóris Buckett, de Detroit, Michigan, com quem se casaria um ano depois.

Após a formatura, em 1953, Bernhard Johnson pastoreou a AD em Half Mopn Bay, Califórnia, ano em que nasceu sua filha primogênita Elizabeth Antonette. Dois anos mais tarde, aceitou o pastorado da a igreja em Straling City, Califórnia e, nessa época, Bernhard Johnson começou a sentir a urgência de voltar ao Brasil como missionário. Em 1955, Bernhard Johnson começou a realizar cruzadas evangelísticas e eventos de missões e avivamento em diferentes lugares dos Estados Unidos.


A volta para o Brasil ocorreu em 23 de dezembro de 1957. O missionário Gustavo Bergströn entregou-lhe a direção do campo de Divinópolis – MG, onde pastoreou até 1961, ocasião em que aceitou substituir seu pai, que falecera naquele ano, em Varginha – MG. Mais dois filhos foram acrescentados à família Johnson neste período: Terrence Bernhard Johnson, que nasceu em 1958, e David nasceu em 1961. Por esse tempo, pastor Bernhard Johnson já começara seus trabalhos evangelísticos no Brasil.

Em 1964, recebendo uma chamada especial de Deus para o evangelismo em massa, fundou e presidiu a Cruzada Boas Novas, que o levou a pregar em todos os principais pontos do país e no exterior. Mais tarde a cruzada passou a se chamar Cruzada Bernhard Johnson. De 1967 a 1995, foram 225 cruzadas. Mas tudo começou da seguinte forma: vindo ao Brasil o Evangelista Oral Robert e sendo o pastor Bernhard seu intérprete, inflama-se seu coração para iniciar uma cruzada pelo Brasil. Para iniciar este trabalho ele desafiou os jovens dirigentes da UMADER – União da Mocidade das Assembléias de Deus do Estado do Rio, formando assim sua primeira equipe em 1967, com os seguintes obreiros: Eliel de Carvalho, Joá Caetano, Elienai Cabral, Otoniel e Oziel, estes últimos de saudosa memória.
 


Equipe da Campanha Boas Novas no Rio de Janeiro (Década de 70).

Para trazer equilíbrio à equipe, foi convidado o pastor Elizeu Menezes. Estava fundado o ministério evangelístico “Campanha Boas Novas”, que realizou sua primeira grande cruzada na cidade de Taubaté – SP, onde houve grande manifestação do poder de Deus, e aproximadamente 1300 pessoas se renderam ao Senhor Jesus e muitas curas 
aconteceram em Seu Nome.


O entusiasmo tomou conta do pastor Bernhard e equipe que daí por diante iniciaram uma grande escala de trabalhos, chegando mesmo a marcar Campanhas três anos antes à frente, tamanho o volume de pedidos por todo o Brasil. Com isto, o início foi de muito trabalho, sendo realizado dez Campanhas por ano, exigindo dedicação total.

No início as Cruzadas tinham uma liderança plural. O pastor Bernhard traçava o plano do culto e cada um da equipe sabia o que fazer. No momento certo, cada um se levantava e fazia o que lhe cabia na Cruzada, formando uma corrente contínua. Todo este trabalho da equipe era admirado por todas as denominações, que sabiam que Bernhard havia estado com Jesus. Diante dos milagres ocorridos, ninguém tinha nada a dizer ao contrário, pois via no pastor Bernhard Johnson um homem de equilíbrio, sempre convidado pelas igrejas que estavam vivendo a nova fase do avivamento pentecostal. 
Pastor Bernhard Jonhson e equipe visitando a AD
em Madureira - RJ (década de 60)


A primeira sede da Campanha Boas Novas foi no Rio de Janeiro, no antigo prédio do IBP – Instituto Bíblico Pentecostal, no bairro de São Francisco Xavier, onde se dividia com o IBP, dirigido pelo saudoso pastor Lawrence Olson e com a Emprevan Editora. Dali a sede do ministério foi transferida para Campinas – SP, onde havia infra-estrutura para atender às necessidades missionárias.

Uma nova equipe foi formada com o maestro Misael Passos, o cantor e evangelista Vitorino Silva e o pastor Serafim Isidoro, velho amigo do pastor Bernhard. Com estes homens o Ministério entra nos lares através da televisão, por aproximadamente quatro anos. Nessa época, os programas eram gravados nos estúdios da Missão Americana.

O Ministério Bernhard Johnson havia se expandido e necessitava de uma nova estruturação. A ABEM – Associação do Bem-Estar do Menor, havia se transformado em Ministério de Assistência Social. O ensino tornou-se outro grande trabalho. Tendo em vista estas mudanças foi transformada a Campanha Boas Novas em “Ministério Bernard Johnson”. Na área do evangelismo surgiu a Cruzada Bernhard Johnson.

Durante 32 anos o pastor Bernard conduziu 225 grandes Cruzadas com mais de 1.800.000 decisões por Cristo.

Durante os anos no Brasil, o Ministério Bernard Johnson conseguiu realizar Cruzadas em todas as capitais do País e muitas cidades do interior. Em abril de 1984 foi realizada a maior Cruzada do Ministério Bernhard Johnson na Quinta da Boa Vista, no Rio de Janeiro, reunido cerca de 200 mil pessoas. Na ocasião, aproximadamente 4 mil pessoas fizeram sua decisão por Cristo. Inúmeras pessoas testificaram e foram curadas. Esta Cruzada foi transmitida ao vivo pelas rádios evangélicas.

Por vinte anos o pastor Bernhard serviu ao Comitê do Ministério Billy Graham e participou de várias conferências evangelísticas, tais como: Berlim, Manila e duas vezes na Conferência para Evangelistas em Amsterdã. Ele também pregou na Conferência Mundial Pentecostal na Inglaterra e na África.

Numa Cruzada no Zaire, totalmente arrasado pela guerra Civil, demonstrou sua humildade. Tanto podia estar num palanque com toda a aparelhagem, como também num monte de madeiras, pregando para milhares de nativos africanos. Ele tinha consciência de quem ele era e do trabalho que realizava para Deus.

O pastor Bernhard Johnson, além de grande pregador era um exímio acordeonista (tocava acordeon para a glória de Deus). Era um homem muito simples e fiel ao ministério que recebeu do Senhor. Ele era um gigante que se comportava humildemente. Respeitava as opiniões e não abrigava nenhum tipo de orgulho. Tinha uma personalidade muito firme e amava sua denominação. Um homem cordato, não discutia com ninguém. Ele sabia perder quando necessário, para poder ganhar, com facilidade sofria a perda para ter comunhão. Isto ele deixou como exemplo para ser seguido pelos evangelistas mais novos e para todos aqueles que desejam fazer a obra de Deus.

Dele disse o pastor Eliel de Carvalho: “O pastor Bernard era um amigo em quem se podia confiar. Olhávamos em seus olhos e ele nos nossos, e assim, nos transmitia confiança e amizade. Ele foi uma vela que se queimou dos dois lados, a fim de atender a Obra de Deus. Sua vida foi marcada como um grande ganhador de almas. Em todas as Cruzadas a rede vinha cheia, numa demonstração do Poder de Deus”.

Em 1972, fundou, no Brasil, o ICI - Instituto por Correspondência Internacional, hoje ICI - University, com sede em Irving Texas - EUA.

Em 1973, ajudou na fundação do Desafio Jovem do Brasil, ocupando a presidência até 1979.

Em 1976, através de uma visão especial dada por Deus, deu início ao arrojado projeto da EETAD - Escola de Educação Teológica das Assembléias de Deus, com sede em Campinas, SP, o qual se consolidou em 1979. O Ministério de ensino da Campanha Boas Novas veio através de uma escola de evangelismo dentro da própria equipe.
Esta escola se constituía num Seminário de Evangelismo, dirigido aos obreiros por uma semana. Um grande Seminário aconteceu na cidade de Curitiba, com mais de 1300 obreiros presentes. Com isto, a visão do pastor Bernard Johnson se amplia e inicia-se o que hoje é a EETAD. O trabalho da EETAD começou pequeno, entretanto, teve o apoio de muitas igrejas americanas e de homens de negócios que, vendo a necessidade não mediram esforços para construir a sede em Campinas – SP, e confeccionar o material necessário. Hoje, a EETAD é auto-suficiente e caminha vitoriosamente com a Graça de Deus.

Em 1980, estreou o programa do seu ministério na televisão. O programa, que era semanal e evangelístico, permaneceu no ar até novembro de 1987.

Em 1981, fundou a ABEM - Associação Beneficente Evangélica para Menores, um trabalho em favor de crianças carentes. A ABEM surgiu da necessidade de ajudar as crianças carentes e da visão do homem de Deus em minimizar o sofrimento dessas crianças, criando creches nas igrejas sob a coordenação da ABEM.

Em 1984, fundou o IBICAMP - Instituto Bíblico de Campinas, para atender as necessidades das mais diversas denominações evangélicas da região.

Em 1987, a fim de atender o prosseguimento dos diversos níveis de ensino teológico, fundou a FAETAD - Faculdade de Educação Teológica das Assembléias de Deus.

Em 1993, o IBP - Instituto Bíblico Pentecostal, no Rio de Janeiro, fundado pelo saudoso missionário Lawrence Olson, foi integrado ao Ministério Bernhard Johnson.

Foi membro da diretoria da Sociedade Bíblica do Brasil e um dos fundadores do Instituto Bíblico das Assembléias de Deus (IBAD) em Pindamonhangaba – SP, além de presidente da Convenção Estadual de Ministros das Assembléias de Deus em Minas Gerais. Na década de 60, manteve um programa evangelístico na televisão, intitulado “Palavras de Vida”, sendo o pioneiro do evangelismo televisivo nas Ads brasileiras.

Em 1987, ganhou nos EUA o troféu Silver Angel, devido a sua expressão evangelística em território brasileiro. Por 20 anos integrou o Comitê Internacional de Billy Graham. Pregou em convenções nacionais da AD em oito países, duas vezes nos EUA. Foi preletor também em duas conferências mundiais pentecostais: Londres, Inglaterra (1976) e Nairóbi, Quênia (1982). Pregou em duas conferências de evangelismo na Holanda, em 1983 e 1986, e participou como delegado em duas conferências mundiais de evangelização: uma em Berlim, Alemanha (1986) e outra em Manila, Filipinas (1989). Ao falecer, já havia pregado em 70 países do mundo.

Segundo sua esposa, o passatempo predileto de Bernhard Johnson era ler pelo menos um livro por semana e escrever. De fato, escreveu diversos livros, folhetos e artigos para várias editoras evangélicas. A CPAD publicou em 1995 seu livro “Como receber a cura divina”.

No Brasil, recebeu três títulos de Cidadão Honorário: um no Ceará, em 1976; outro em Varginha – MG, em 1986; e o último em Belo Horizonte – MG. Nos Estados Unidos, recebeu o título de Cidadão de Memphis, Tenesse, e em 1983, a Faculdade das Assembléias de Deus em Santa Cruz, Califórnia, lhe concedeu o título honorífico de Doutor em Causas humanas. Em 1987, a CGADB deu-lhe o título de Conselheiro Vitalício da CPAD, juntamente com o missionário Eurico Bergstén.

Enquanto em vida, o ministério de Bernhard Johnson foi de tal forma reconhecido no Brasil e fora dele que, além de ter seu nome e vida registrados no capítulo “Pioneiros e líderes da Assembléia de Deus” no livro “História das Assembléias de Deus no Brasil” (publicado pela CPAD em 1982), seu nome também constava nas célebres obras estrangeiras “Dicionário de Movimentos Pentecostais e Carismáticos” e “Quem é quem na religião na América”.

O Missionário Bernhard Johnson faleceu nos Estados Unidos em 09 de fevereiro de 1995, antes de completar 64 anos. Ao seu sepultamento ocorrido na cidade de São José, Califórnia, compareceram diversos ministros representantes das Assembléias de Deus Americana, entre os quais o vice-presidente do Concílio Geral, pastor Charles T. Crabtree, que ministrou a mensagem oficial. Do Brasil, compareceram entre outros, o pastor José Wellington Bezerra da Costa, presidente da CGADB e o pastor Manoel Ferreira, presidente da Convenção Nacional de Madureira.


ANEXOS:



                       Missionário Bernhard Jonhson, pai do Pastor Bernardo Jonhson Jr.


                                        Missionária Antonette Jonhson, sua mãe


Pastor Bernhard e sua esposa missionária Dóris Jonhson
 
Pastor Bernhard Jonhson e sua equipe, visitando a AD em Ipatinga (MG)



Nenhum comentário:

Postar um comentário