Chegando lá.

Este blog tem o objetivo de aproximar-me mais de você amigo blogueiro e através do mesmo compartilhar idéias, artigos interessantes, fotos, poemas e pensamentos. Desde já agradeço pelo teu prestígio, companhia e comentários. Sejam Bem Vindos!



segunda-feira, 20 de março de 2017

HARMONIA CELESTE, 70 ANOS DE VITÓRIAS EM BACABAL

Contar a história dos corais aqui no grupo tem sido algo gratificante. O objetivo é que o conhecimento da trajetória desses grupos vocais seja um grande incentivo aos maestros e coristas, para que possam continuar neste ministério do louvor.

A Assembléia de Deus na cidade de Bacabal (MA) liderada desde 1996 pelo Pastor Francisco Soares Raposo Filho possui um conjunto coral que há 70 anos vem realizando um importante trabalho na obra do Senhor e tem sido canal de bênçãos naquela igreja maranhense.



A chegada do Pastor Manoel Alves Ribeiro, procedente do Estado do Pará, trouxe à Igreja em Bacabal um novo estilo de louvor: a música sacra. E assim Pastor Nelzinho (como era conhecido) formou um grupo com 23 jovens e distribuiu entre eles as vozes de soprano, contralto, tenor e baixo, com muita habilidade. Em pouco tempo este grupo de louvor cantou seu primeiro hino “Meu norte e fanal”, o de nº 12 do “COROS SACROS” – na verdade o título do hino é: “AMOR A JESUS”. A estréia foi no dia 15 de novembro de 1946 e o louvor extraído de suas vozes foi tão harmônico que gerou o nome Coral Harmonia Celeste.

Os regentes que lideraram o coral ao longo dos anos foram:
• Manoel Alves Ribeiro (o fundador)
• Pedro Peres
• Raimundo Marques
• Leônidas Pereira
• Antonio Cruz
• José Ribamar Torres
• Orlando Alves de Alencar (regeu o coral durante 33 anos até o seu falecimento em 2010. Sob a sua direção, o coral realizou diversas viagens para cantar em igrejas do interior e também fora do estado.
• A partir de 2011, assumiu a direção a maestrina Cremilda Veras de Oliveira  que permanece até o momento, e a quem agradecemos pela complementação dos dados históricos.

O coral atualmente conta com cerca de 70 componentes e está sempre presente nos cultos dominicais e principais eventos da igreja. A seguir a história do coral contada pelo antigo regente, em forma de versos.

Jornada do Coral Harmonia Celeste
________________________________________

Orlando Alves de Alencar

É com muita emoção que nós cantamos.
Nós cantamos, nós cantamos
As cidades do Brasil que já passamos
Entoando hinos de louvor a Deus
O Senhor nos tem doado energia lá dos céus
Para enfrentar estradas e cantar os hinos seus
Do Pará ao Mato Grosso nossa voz apareceu
Com certeza foi ouvida lá no céu.

Sempre estamos alegrando nossa Igreja,
Nossa Igreja, nossa Igreja,
E com hinos de louvores, com certeza,
Muitas almas conquistamos pra o Senhor
Com a voz em harmonia, dedicamos o louvor
Não somente em nossa Igreja, circulamos ao redor
São Mateus, Poção de Pedras, Lago Verde e São Luis,
Santa Inês, Santa Luzia, Imperatriz

Em Dom Pedro, quando nós ali cantando
Sim cantando, sim cantando,
Pastos Bons, Paruá e Lima Campos,
Lago-Açu, Lago da Pedra, Andirobal
Em Viana e Pinheiro, na baixada maranhense
Quando já se esperava, o Senhor se fez presente
Foi assim em Paulo Ramos, Vitória do Mearim,
Vitorino e Pindaré-Mirim.

Em Batalha fomos palco deslumbrante,
Deslumbrante, deslumbrante,
Em Caxias não fizemos diferente
Pois a graça veio se manifestar
Em Codó e Parnarama, São José de Ribamar
Em Timom, Itapecuru, Deus veio nos visitar
A jornada é imitada com a do povo de Israel
Pois chegamos a Brejinho de Ismael.

Foi em Bom Jesus das Selvas que cantamos
Que cantamos, que cantamos,
Lá em Lago dos Rodrigues nós vibramos
Em Ubajara, Tianguá e Piripiri
Nós sentimos o poder manifesto em nós ali.
Como em Campo Maior, vimos o fogo cair
Alegrando cada crente, com o poder que vem dos céus
Glória seja dada ao nosso Deus.

Dezessete e Pedreiras visitamos
E cantamos, e cantamos
Muitos hinos de louvores entoamos,
Inspirados no Espírito de Deus.
E Em São Luis Gonzaga nossa voz apareceu
Afinada como sempre para a glória de Deus.
Fomos a Coroatá demonstrar o nosso amor
Àquela Igreja redimida do Senhor.

Coelho Neto, Chapadinha e Vargem Grande,
Visitamos, visitamos
Conhecendo nossa gente e cantando
Vários hinos em louvor ao nosso Deus.
Em Zé Doca um festival de corais assim se fez.
Vindo lá de Pio XII, de Pedreiras e Santa Inês
Que juntaram-se a nós, e formou-se um só coral
Realmente um movimento celestial.

Presidente Médice, Maranhãozinho estivemos
Estivemos, estivemos
Exaltando o nosso Deus e recebemos
Mais vigor, alimentando nossa fé.
No Encruzo, Nova Olinda e em Maracaçumé
Bela Vista e Araguanã, pode-se dizer até
Que a terra ali subiu ou então o céu desceu
Nos aproximamos mais do nosso Deus.

Estendendo mais a nossa caminhada
Caminhada, caminhada,
Colocamos os transportes na estrada
Destinando-nos ao Sul do Maranhão
Ao chegarmos em Colinas, Deus nos estendeu a mão
Como fez em São Domingos, uma boa refeição
Lá em São João dos Patos, vimos a glória de Deus
Alegria enviada lá dos céus.

Em Loreto o Pastor já aguardava,
Aguardava, aguardava
O coral de sua Igreja adorada
E com muita emoção o recebeu
Ao cantarmos alguns hinos, fogo santo ascendeu,
Aquecendo muita agente, alegria apareceu.
Foi em Balsas que ouvimos um trovão de glória a Deus.
Carolina, o nosso sonho aconteceu.

Lá em Presidente Dutra se cantava
Se cantava e cantava
O Espírito do Senhor nos alegrava
Envolvendo sim cada coração
Igualmente em Altamira, Gurupi e Maiobão
Língua entranha se ouvia, pra maior satisfação
Amparados por Jesus, em verdadeira comunhão
Visitamos quase todo Maranhão.

Há cidades que passando, nós cantamos,
Nós cantamos, nós cantamos
No Estreito, Paraíso e Porto Franco
Araguaina, Guaraí, Porangatú
Não se tinha nenhum teto, mesmo em Buriticupu
Mas ficamos abrigados sob o imenso céu azul
E lá em Luis Correia, Parnaíba e Castanhal
Afinava Deus a voz deste Coral.

A convite fomos lá em Niquelândia,
Niquelândia, Niquelândia
De igual modo fomos lá em Esperantina
E também em Águas Lindas do Goiás
E lá em Barra do Corda um festival aconteceu
Alegrando aquela Igreja bem se ouvia glória a Deus
E até lá nas Aldeias nós cantamos ao Senhor
Aleluia, aleluia ao Redentor.

Nossa voz se fez ouvida mais distante
Mais distante, mais distante
Penetrando em Estados diferentes
Piauí, Pará, Goiás e Ceará
Tocantins e Mato Grosso, fomos lá em Cuiabá
Para ver o grande templo que está erguido lá.
Realizamos nosso sonho neste ano de dois mil
Conhecemos o maior templo do Brasil.

Nos Estados que passamos registramos
Registramos, registramos,
Capitais que um dia nós cantamos
Teresina, São Luis e Cuiabá
Em Goiânia e Belém no Estado do Pará.
Estivemos nós ali, para a Deus glorificar
E sentimos alegria e poder celestial
Em Brasília, no Distrito Federal.

E foi lá na Paraíba que passamos
Que passamos, que passamos
Alguns dias de alegria desfrutamos
Junto aquele povo que dá glória a Deus
E lá em Campina Grande uma festa aconteceu
Igualmente em João Pessoa, pedacinho lá do céu
Fortaleza, Aracati e lá em Itapajé
O louvor alimentou a nossa fé.

Grande parte lá do norte conhecemos
Conhecemos, conhecemos
E ao nosso Grande Deus agradecemos
Já não poderemos esquecer jamais
Já cruzamos nossos pés
Lá nos grandes minerais
Conhecendo a grande serra
De riquezas naturais
Marabá, Paraupebas, Canaã dos Carajás
É visita que a todos satisfaz.

Fomos bem representados por regentes
Por regentes, por regentes,
Conservando os estilos mais vibrantes
Que a Igreja sempre pôde receber
Começando por Nelsinho, Pedro Peres, Ribamar,
Antonio Cruz, Raimundo Marques, ninguém veio reclamar
De Leônidas Pereira, não se deve criticar
Haja vista o Orlando de Alencar.

Fonte: Site da AD em Bacabal http://www.adbacabal.com.br/?page=coralharmonia e informações complementares da maestrina Cremilda Veras de Oliveira.

              Templo Central das Assembleias de Deus em Bacabal - MA

video

Coral Harmonia Celeste cantando o hino "NÃO HÁ TEMOR"

Nenhum comentário:

Postar um comentário