Chegando lá.

Este blog tem o objetivo de aproximar-me mais de você amigo blogueiro e através do mesmo compartilhar idéias, artigos interessantes, fotos, poemas e pensamentos. Desde já agradeço pelo teu prestígio, companhia e comentários. Sejam Bem Vindos!



quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

CORAL ÁGAPE, LOUVOR E DEDICAÇÃO EM JUNDIAÍ

Preservar o canto coral numa igreja não tem sido tarefa fácil ultimamente, porém, a Assembléia de Deus em Jundiaí (SP) sob a liderança do Pastor Esequias Soares da Silva, tem levado a sério este segmento musical. Voltemos no tempo para conhecermos a origem do Coral Ágape que canta e encanta os assembleianos daquela cidade paulista, há 68 anos completados este mês.



Em fevereiro de 1949, chegou a Jundiaí o irmão Virgílio José dos Santos, procedente do Rio de Janeiro para trabalhar como administrador das obras de construção das dependências do Exército Nacional. Por ser evangélico da Assembleia de Deus, logo encontrou a igreja local que se reunia na Rua Wately, 366, e apresentou-se ao pastor Juvenal Roque de Andrade, então líder naquela ocasião. Ciente de que o irmão Virgílio se achava sozinho na cidade, sem sua família, o pastor abriu-lhe as portas de sua casa, para que ali o irmão fizesse as refeições.

Logo no primeiro dia em que compareceu à casa do pastor, viu sobre a mesa um violão. Afinou-o e, sob o som de alguns harpejos, num impulso natural de músico, começou a cantarolar um hino da harpa. Pastor Juvenal, emocionado, quis saber sobre sua atividade na igreja de origem e foi informado que Virgílio havia sido regente de coral. A igreja em Jundiaí vinha orando há algum tempo para que Jesus enviasse um músico, era resposta das orações. Assim, o pastor Juvenal convenceu o irmão Virgílio a fundar na Igreja um coral.

Comprometido com Deus e com a Igreja, o irmão Virgílio iniciou imediatamente as aulas de música para alguns irmãos e os ensaios, em quatro naipes, fundando, desse modo, naquele ano de 1949, o coral. O primeiro hino ensaiado foi o número 412 da Harpa Cristã “JESUS CRISTO BEM AMADO”, que foi cantado no último domingo do mês de fevereiro, dia 27, inaugurando assim o coral tão esperado. Na ocasião eram aproximadamente trinta componentes, que foram os pioneiros.

Desde a fundação, em fevereiro de 1949, até o presente momento, o Coral Ágape contou com a participação dos seguintes maestros: Virgílio José dos Santos (já falecido); Loyde de Andrade Souza; Joaquim Gonçalves de Oliveira (falecido); José Chaves Amorim (falecido); Leontina Rudzit (esposa do pastor Alfredo Rudzit, ambos falecidos); Maon Rodrigues Bastos, de 1960 a 1962 (falecido); Antonio Teixeira Nunes de 1963 a 1965; Moisés do Prado, de 1965 a 1988; Antonio Teixeira Nunes, de 1989 a 1992; novamente Maon Rodrigues Bastos, de 1993 a 1994 (também já falecido); pela terceira vez o maestro Antonio Teixeira Nunes, de 1994 a 2000; Éder Palomo, de 2001 à agosto de 2009; Anderson Figueiredo, de agosto à dezembro de 2009; voltando novamente a regência o irmão Antonio Teixeira Nunes que atuou de junho de 2010 a Junho de 2012. Em julho de 2012 assumiu a regência do Coral Ágape a atual maestrina Luciene Guitarrari Bastos.

Atualmente, o Coral Ágape é composto por 65 coristas, sob a direção da Maestrina Luciene Guitarrari, tendo como pianista Sara de Almeida Muniz. Além de cantar em todos os cultos de domingo e Santa Ceia no Templo-Sede da Assembleia de Deus em Jundiai, o Coral Ácape também louva ao Senhor nas conferências missionárias realizadas anualmente pela AD em Jundiaí (Ministério Belém), em cantatas de Páscoa e Natal e outros eventos da igreja, tais como formaturas da "Escola Superior de Teologia Pastor Elyseu Queiroz de Souza" e do CEPEC (curso de formação de professores de crianças).

O grupo desenvolve um repertório que vai dos hinários mais tradicionais a cantatas como "Experiência com Deus", de Gary Rhodes e Claire Cloninger, e “Deus por Nós”, de Camp Kirkland e Tom Fettke, com acompanhamento de piano e também junto com a Orquestra Ágape, que tem como maestro o Capitão Músico da Polícia Militar Clebio de Azevedo.

Em 16/12/2016, Coral e Orquestra Ágape adoraram a Deus com a cantata "Um Natal Inesquecível", de Claire Cloninger e Gary Rhodes no Teatro Polytheama, em Jundiaí. A mesma obra também foi executada no dia 18/12/2016 na Vila Vianelo, onde so localiza o templo central do ministério de Jundiaí.

Agradecimentos à maestrina Luciene Guitarrari, por ter nos enviado o texto para complementação deste histórico, ao mesmo tempo em que parabenizamos a AD em Jundiaí pela existência desse belo coral, bem como o apoio aos demais grupos musicais.

Fonte: Site da AD em Jundiaí http://www.adjundiai.org.br/sobre.php?destaque=212




Coral da AD em Jundiaí sob a regência da irmã Leontinha Schause Rudzit (1960)


Coral da AD em Jundiaí, cantando em um culto de batismo no templo-Sede


Coral Ágape da AD em Jundiaí - SP em um de seus ensaios
sob a regência da maestrina Luciene Guitarrari


Coral e Orquestra Ágape da AD em Jundiaí - SP, apresentando a Cantata Deus por nós


Coral Ágape, cantando o hino "GLÓRIA E LOUVOR" de Gordon Young


Nenhum comentário:

Postar um comentário