Chegando lá.

Este blog tem o objetivo de aproximar-me mais de você amigo blogueiro e através do mesmo compartilhar idéias, artigos interessantes, fotos, poemas e pensamentos. Desde já agradeço pelo teu prestígio, companhia e comentários. Sejam Bem Vindos!



domingo, 20 de julho de 2014

Missionário NILS TARANGER

Missionário enviado pela Missão Sueca ao Brasil, Evangelista, Pastor e líder das Assembléias de Deus no Rio Grande do Sul



O missionário Nils Taranger nasceu aos 17 de abril de 1916, na cidade de Drammen, na Noruega. Seu pai, pastor Anton Taranger ao tomar nos braços seu sétimo filho, que acabara de nascer, para consagrá-lo ao Senhor, disse o seguinte: “Senhor, agradeço-te por mais este filho que apresento a ti. Use-o como te apraz. Que ele seja uma bênção na tua obra. Dá-lhe a unção, a sabedoria e o entendimento do teu Espírito. Seis filhos já me deste, mas este eu consagro a ti como missionário para a América do Sul”. 
Amália, sua mãe, ficou muito feliz, já que este era o seu primeiro filho, pois quando se casou com Anton, ele era viúvo, e de seu casamento trouxera seis filhos. Com apenas quatro meses mudou-se para a cidade de Orebro, na Suécia, onde seus pais fixaram residência. Seu pai foi o primeiro pastor da Assembléia de Deus em Orebro.
Apesar de nascido em lar cristão, só teve um encontro real com Cristo em 1930, aos 14 anos de idade, quando foi batizado com o Espírito Santo. Poucos dias após, foi batizado nas águas na Igreja Filadélfia em Estocolmo.
No ano de 1931, o jovem Nils foi estudar no Instituto Bíblico em Londres, onde passou por um ano. Quando voltou à Suécia em 1932, enquanto trabalhava numa empresa de Seguros de Navios, sentiu a chamada para o ministério. Logo, passou a estudar na Escola Bíblica da cidade de Gotemburgo, onde morava. A partir de 2 de dezembro de 1933, ao se desligar da empresa onde trabalhava, passou a dedicar-se inteiramente à obra do Senhor. No final de dezembro foi para Broaryd, onde foi consagrado evangelista, contando apenas 18 anos de idade. Nessa época recebeu chamada de Deus para o Brasil para onde não pôde seguir imediatamente por motivos alheios à sua vontade e por ter estourado a segunda guerra mundial. 
Em 1936, trabalhou como vice-presidente da igreja em Gotemburgo. Em 1937, transferiu-se para Lindkoping onde também exerceu a vice-presidência da igreja. Nesse ano, sua igreja recebeu a visita do missionário Gustavo Nordlund que anos antes havia sido enviado ao Brasil, e na ocasião prestava relatórios do trabalho realizado. Ao saber da chamada missionária de Nils Taranger, o convidou para ir ajudá-lo no Rio Grande do Sul. 
Em 1938, enquanto pastoreava a igreja de Orebro, o jovem pastor ficou conhecendo uma jovem de nome Hjordis Mary Margot Christinasson, nascida e criada em um lar luterano, mas que havia aceitado a fé pentecostal. Depois de um ano de namoro e noivado, Nils e Mary uniram-se em laços matrimoniais em cerimônia realizada no dia 18 de outubro de 1941, na Igreja Filadélfia, em Estocolmo.
Em 1942, o casal se mudou para Lindkoping, onde, mais tarde, Nils assumiria pela primeira vez a presidência de uma igreja.
Em 7 de maio de 1943 nasceu Gunilla, a primeira filha do Casal Taranger, e no ano seguinte, a 30 de junho de 1944 nasceu Per Hakan, que no Brasil ficou conhecido como Pedro.
Atendendo ao chamado do Senhor, o missionário Nils Taranger, sua esposa e os dois filhinhos embarcaram no porto de Gotemburgo, rumo ao desconhecido Brasil. Depois de 30 dias de viagens, no dia oito de novembro de 1946, após ter servido ao Senhor na Suécia por 14 anos, a família Taranger desembarcou no Rio de Janeiro. Foram recebidos pelos missionários Otto e Adina Nelson, que os conduziram até a AD em São Cristóvão, onde Otto era pastor.
Depois de 13 dias de permanência no Rio, visitando igrejas, cantando e pregando a Palavra do Senhor, a família Taranger partiu para o seu destino desejado, a cidade de Porto Alegre. Embarcaram de avião numa quinta feira, dia 21 de novembro de 1946, fazendo escala em São Paulo e Curitiba. Em Porto Alegre, foram recebidos pelos missionários Gustavo e Herberto Nordlund. Nils começou a participar dos cultos, cantando e tocando seu acordeão, e quando pregava era interpretado por Gustavo ou Herberto. 
Depois de aprender o idioma português, e ter feito diversas viagens pelo interior do Rio Grande do Sul, realizando campanhas evangelísticas, o missionário Nils Taranger e sua família, mudaram no dia 8 de agosto de 1948 para a cidade de Bagé, onde no dia 15 do mesmo mês fundaram a Assembléia de Deus naquela região gaúcha. Em Bagé, nasceram os filhos Willis, em 21 de março de 1951, e Carlos David no dia 30 de junho de 1954. Carlos nasceu na mesma data em que Pedro completava 10 anos. O trabalho do Senhor prosperou em Bagé. Terrenos foram adquiridos e o templo construído com o esforço dos irmãos. Nessa época, além de abrir inúmeros pontos de cultos no interior do município, Nils Taranger iniciou o trabalho da AD em Dom Pedrito, Lavras do Sul. Ulha Negra e Aceguá. Evangelizou ainda Pinheiro Machado e assumiu a AD em São Gabriel, com a transferência do Pastor Luís Neves para Cacequi.
No dia 3 de março de 1955, o missionário Nils Taranger e sua família deixaram a cidade de Bagé rumo à Porto Alegre, onde Nils assumiu a presidência da igreja, em substituição ao veterano missionário Gustavo Nordlund. A igreja na capital passava por um momento de crise, mas os problemas foram resolvidos sob a direção de Deus e a sábia administração do pastor Nils Taranger, que também assumiu a direção da AD em todo o Estado do Rio Grande do Sul. Em Porto Alegre, nasceram mais dois filhos do casal Taranger: Ana Tereza, nascida em 20 de dezembro de 1957 e Stanly Joel, em 13 de dezembro de 1959. 
Missionário Nils Taranger e Família


Durante a sua administração, o pastor Taranger trabalhou na evangelização e, principalmente, na solidificação das igrejas gaúchas. Em sua gestão, preocupou-se muito também com a obra social, criando o Lar Esperança. Outro cuidado importante foi com a preparação dos futuros obreiros, por isso fundou o IBEC, um instituto bíblico da AD em Porto Alegre.

As homenagens a Nils e Mary Taranger foram inúmeras, passando, com o tempo, a fazer parte de seu dia-a-dia. Onde quer que iam, encontravam sempre o reconhecimento por parte daqueles que um dia tornaram seus filhos na fé, tanto em seu ministério, como na obra social. Nils Taranger recebeu a Medalha Cidade de Porto Alegre, a Medalha de Honra ao Mérito do Rio Grande do Sul e, no dia 29 de outubro de 1989, o título de Cidadão de Porto Alegre. Homenagem também estendida a Mary, no ano de 1997. Pelos serviços prestados a leprosários e orfanatos durante a sua estada na Índia, em 1978, Nils recebeu o título de doutor honoris causa. Em 1996, recebeu homenagens da AD na Suécia por seus 50 anos de ministério no Brasil, e também pelos 55 anos de casamento.    

Em outubro de 1998, aos 82 anos, dos quais 52 trabalhando na obra do Senhor no Brasil, pastor Nils Taranger entregou o pastorado da Assembléia de Deus na capital rio-grandense-do-sul ao pastor João Ferreira Filho, que servia na AD em Ijuí.


Estando já algum tempo enfermo, devido à idade avançada, no dia 5 de janeiro de 2003 e após passar vários dias hospitalizado, o veterano missionário Nils Taranger passou a estar com o Senhor. Ele estava com 86 anos, faltando três meses para completar 87 anos. A cerimônia fúnebre, assistida por milhares de pessoas, ocorreu no templo-central da Assembléia de Deus de Porto Alegre, onde por 43 anos o pastor Taranger foi o líder. Ele passou 57 anos de sua vida no Brasil, dos quais 52 trabalhando ininterruptamente na obra do Senhor.
Pastores de todo o Brasil fizeram se presentes ao evento, como forma de reconhecimento pelo trabalho de evangelização realizado pelo missionário durante décadas no Estado gaúcho. Várias autoridades civis e eclesiásticas mandaram suas condolências à família Taranger por meio de telegrama. O pastor João Ferreira Filho, líder das ADs em Porto Alegre e presidente da Convenção Estadual, oficiou a cerimônia, na qual se apresentaram o coral Vozes de Gratidão e a Banda Esperança. Na ocasião, pronunciaram-se os pastores Moisés Rodrigues, 1º secretário da CGADB, representando o pastor José Wellington Bezerra da Costa, presidente da CGADB; Ernani Vigancio da Silva, que leu o histórico do missionário; Tomaz Souto da Silva, vice-presidente da AD em Porto Alegre e 1º tesoureiro da Convenção Estadual; Ubiratan Batista Job, vice-presidente da Convenção; Adalberto dos Santos Dutra, 1º secretário da Convenção; e Edgar de Souza Machado, líder da AD em Canoas – RS.
Representando a família enlutada, Wilis Taranger relatou no culto como foram os dias de convivência com o pai, agradeceu a presença de todos os membros, pastores e amigos e apresentou os demais membros da família à igreja.
O pastor Nils Taranger foi enterrado no cemitério Jardim da Paz, às 17 horas do dia 6, em Porto Alegre. O cortejo, com milhares de pessoas, seguiu o carro que transportava o corpo do pastor até o sepultamento, prestando a última homenagem ao pioneiro. O pastor Taranger deixou muitas saudades na esposa Mary Taranger e nos filhos: Gunilla, Per Hakan (conhecido como Pedro), Carlos David, Wilis, Ana Teresa e Stanly Joel.                    

ANEXOS


Missionário Nils Taranger inaugurando o Templo Central da AD em Passo Fundo - RS



Templo Central das Assembléias de Deus em Porto Alegre - RS

Um comentário:

  1. Conhecer o trabalho dos pioneiros é importante para a reflexão de como foi construída nossa denominação. As novas gerações desconhecem esse importante legado. Caro amigo parabéns por essa constante preocupação em divulgar a memória dos nossos veteranos através desse espaço.

    ResponderExcluir